Horário de Atendimento : Segunda a Sexta - 9:00 às 18:00
  Telefone : (21) 2643-2054

All Posts Tagged: fio dental

Dentes: 10 curiosidades que você não vai acreditar

Os dentes são órgãos do aparelho digestivo e tem como função mastigar o alimento criando pedaços pequenos para o bolo alimentar. Dessa forma, a digestão acontece. Nesse post, mostramos 10 curiosidades interessantes que você não sabia e não vai acreditar.

Veja agora essas super curiosidades

1 O esmalte dental é a parte mais dura do corpo

2 Um quarto dos adultos nos Estados Unidos perdem todos os seus dentes

3 Visitar o dentista pelo menos 2 vezes ao ano é imperativo para uma boa saúde bucal

4 Compramos apenas 16,5 metros de fio dental por ano. Deveríamos comprar 111,5 metros

5 Os dentes começam a se formar antes da gente nascer

6 Um costume da Idade Média para melhorar dor de dente era beijar um burro

7 As pessoas preferem escovas de dente azuis ao invés de vermelhas

8 Eles se chamam “dente do juízo” porque nascem quando estamos ficando mais velhos e ajuizados

9 A cárie dentária é a segunda doença mais comum, depois do resfriado

10 Produzimos 378, 5 litros de saliva durante a vida, que ajuda a prevenir cáries e limpar os dentes

Gostou das curiosidades?

Curta nossa página no Facebook e continue atualizado

Leia +

Confira 7 dicas para ter os dentes perfeitos

Nenhuma apresentação é melhor do que um belo sorriso. Porém, isso vai muito além dos dentes brancos. Um sorriso saudável garante mais do que boas relações interpessoais, e pode ser decisivo para evitar problemas cardiovasculares, gastrointestinais, diabetes, cáries doenças gengivais, halitose e até mesmo câncer oral. Por isso, garantir a higiene oral é um ato de respeito à própria vida.

“A cárie, por exemplo, que é um dos problemas mais conhecidos, afeta 88% da população mundial. Mas, há outras patologias que devem ser evitadas. Não adianta ter dentes bonitos se a gengiva estiver comprometida com a coloração alterada, ou a língua com acúmulo de saburra”, alerta o Cirurgião-Dentista e Professor, Mestre e Doutor em Odontologia da UNIBAN Anhanguera (SP), Dr. Hugo Lewgoy.

Confira 7 dicas do especialista

  1. Escolha uma escova dental de boa qualidade. Elas devem ser do tipo ultramacias e com uma grande quantidade de cerdas, preferencialmente acima de cinco mil. Recomenda-se sempre trocar de escova a cada dois ou no máximo três meses, para maiores detalhes sobre como cuidar da sua escova de dentes, leia este artigo.
  2. Antes de se iniciar a higiene oral, as mãos e unhas devem ser muito bem lavadas e esfregadas com água e sabão. Um bochecho com água para eliminar resíduos de alimentos deve ser realizado, pois diminui a chance da comida ficar presa entre as cerdas e sofrer uma decomposição posterior.
  3. Utilizar pouca pasta ou creme dental. O importante é a escova e não o creme dental. A pasta não deve ser abrasiva e sempre ser utilizada em uma pequena quantidade (semelhante a um grão de ervilha).
  4. O fio dental é um poderoso aliado para prevenção das doenças orais, porém, devido à região localizada entre os dentes ser côncava (como um prato de sopa), o fio dental não é 100% eficiente.
  5. Para a escovação da região localizada entre os dentes (região proximal) é fundamental a utilização de uma escova interdental do tipo Prime. Apenas as escovas interdentais conseguem remover ou desorganizar a placa bacteriana desta área de forma completa.
  6. A técnica correta de utilização da escova interdental é no espaço entre dois dentes, com a inserção da ponta da escova de forma inclinada em direção à gengiva, junto ao chamado colo do dente. Deve-se localizar e inserir a ponta da escova na entrada do espaço entre dois dentes. Nos dentes superiores inclina-se a escova um pouco para cima e nos dentes inferiores inclina-se a escova um pouco para baixo. Este acesso deve ser realizado de forma delicada com uma pressão suave e sem forçar a escova.
  7. Após a realização da higiene oral a escova não pode ser armazenada sem nenhum tipo de cuidado. A limpeza, higienização ou desinfecção das escovas dentais também é muito importante e contribui para uma higiene bucal perfeita. A limpeza das escovas deve ser iniciada pela lavagem com água corrente e remoção do excesso de pequena batida da escova sobre a palma da mão. Deve-se aplicar um desinfetante através do gotejamento uma pequena quantidade de antisséptico oral, preferencialmente à base de clorexidina 0,12%, normalmente utilizado para bochechos. Coloca-se o protetor de cabeça que deve ter a parte interna também embebida pela solução antisséptica. Em seguida, a escova pode ser guardada.

Gostou das dicas?

Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de nossas atualizações  Curta agora!

Fonte: R7

Leia +